Hipnose Clínica

.

Hipnose Clínica

Ao utilizar a hipnose para tratar um problema físico ou psicológico, chamamos o processo de hipnose clínica ou de hipnoterapia.

A hipnose pode ser definida como um estado alterado de consciência ou percepção.

A hipnose é um estado de profundo relaxamento no qual o consciente e o inconsciente do paciente podem ser focalizados para ficarem mais receptivos à sugestão terapêutica.

A hipnose é um estado passageiro no qual todos nós já vivemos pelo menos uma vez ao dia. Por exemplo, quando “nos perdemos” ao ler um livro, ao ver um filme ou durante a meditação, nossa atenção se concentra e cria esse estado entre o sonho e a vigília. O fator mais interessante é que o subconsciente pode trabalhar livremente sem a intervenção da mente consciente, ou seja, a parte analítica.

Trata-se de um estado de grande concentração provocado artificialmente por meio de palavras.

Podemos dizer que a hipnose é um processo de comunicação.

O sonho hipnótico nem sempre é necessário.

Como processo de comunicação, a hipnose é uma alteração ou modificação da consciência onde a parte analítica da mente se desassocia.

Toda hipnose é auto hipnose e o paciente está sempre no controle. Não há nada a temer, porque a hipnose é um processo completamente seguro quando é usada profissionalmente. O relaxamento que você vai experimentar será agradável e regenerador.

A maioria dos pacientes hipnotizados fica bem consciente do que ocorre ao seu redor na sala, a não ser que aceite a sugestão de não prestar atenção no ambiente. De certo modo, a hipnose é um estado de percepção intensificada de sentimentos e processos interiores.

Uma das reações mais comum em pessoas saídas do estado de hipnose, é a de não saberem se realmente foram hipnotizadas ou não. Elas esperam algo bizarro, algo mágico, quando simplesmente se trata de um estado de relaxamento que focaliza estímulos internos.

Não há nada perigoso em relação à hipnose. De fato, é um dos procedimentos mais seguros no processo terapêutico.

A hipnose pode ser usada em vários problemas emocionais ou físicos.

Na Psicanálise a Hipnose é empregada como uma ferramenta de trabalho para resolver problemas de tabagismo, emagrecimento, fobias, depressão, ansiedade, problemas sexuais, alcoolismo, problemas de fala, terapia de regressão de idade, dores crônicas, autoestima  e fortalecimento do ego e melhoras na concentração ou memória, bloqueios emocionais, além de outros casos.

Há condições físicas ou emocionais nas quais não está indicado o tratamento pela hipnose.

O profissional encarregado deve tomar a decisão quanto à aplicabilidade do tratamento da hipnose. Ele deve obter um histórico completo do paciente para determinar se existem condições físicas ou emocionais que contraindiquem o uso da hipnose. O profissional provavelmente não utilizará a hipnose com uma pessoa que apresente uma doença coronária grave ou se tiver uma condição física que possa mascarar uma doença.

Nos problemas emocionais severos como a psicose e estados “borderline”, a hipnoterapia pode ser inadequada.

Nas mãos de um hipnólogo qualificado, não haverá perigo nenhum na utilização da hipnose. Como o paciente está no controle, não há dificuldade em sair do estado hipnótico. O hipnólogo fará um histórico completo antes de usar a hipnose e, se existir qualquer contraindicação ao seu uso, outro tratamento será indicado.

Toda hipnose é auto hipnose. O profissional assume o papel de agente ou instrutor para ajudá-lo a conseguir este estado agradável.

Alguns hipnólogos  gravam fitas para seus pacientes, para serem usadas entre as sessões ou no lugar de sessões repetitivas.

Um bom exemplo é o uso da hipnose no tratamento de dores crônicas, onde muitas vezes, fitas são usadas pelo paciente conforme a sua necessidade.

Cada vez mais frequente nos consultórios, a hipnose tem assegurado processos mais breves de terapia, com resultados bastante positivos e seguros.

.

Veja também o que é HIPNOSE CONDICIONATIVA clicando Aqui!

.

Coach e Hipnólogo

PROF. KAMAL NAHAS

Regressão

REGRESSÃO DE MEMÓRIAS OU

DE VIDAS PASSADAS


A regressão, hoje em dia muito em uso, pretende localizar e eliminar as causas de fobias, traumas, psicoses, neuroses,

hábitos, dificuldades emocionais, etc. ou ajudar a controlar o stress e numerosas outras condições.

.

Chamada de terapia de regressão, regressão de memórias, terapia regressiva, terapia de vidas passadas,

terapia de momentos passados, TR, TVP, enfim, é uma Terapia que vai em busca das causas que levaram você a sentir

ou a fazer o que está fazendo, de forma inconsciente, até somatizando dores e doenças no seu corpo.

.

Frequentemente faz-se uso da hipnose para levar a pessoa às causas de tais problemas ou situações e

dessa forma a ajudar a ultrapassar e vencer o seu bloqueio ou problema.

Desta forma pretende-se alcançar um equilíbrio entre o mundo interior e o exterior levando a pessoa a um estado de maior capacidade de gerir e de lidar com a sua vida.

No entanto convém salientar que existem muitos outros métodos de regressão além da hipnose e todos eles também igualmente válidos desde que feitos por profissionais competentes.

Da mesma forma existem muitas e variadas causas para os problemas e nem sempre a hipnose é o melhor meio de localizá-las e eliminar, existindo hoje em dia muitas técnicas e terapias, pois, torna-se necessário identificar corretamente qual ou quais as causas para que se possam aplicar as melhores soluções.

Além destes métodos existem também aqueles que trabalham as memórias dos tecidos, ou seja, as memórias somáticas provenientes desta vida ou provenientes de emoções de ancestrais carregadas nas células do corpo físico. Hoje sabe-se que não basta libertar apenas a mente dos seus problemas mas que temos também de libertar os tecidos das suas memórias para que se consigam atingir bons resultados.

.
Hoje sabe-se que as células registam os traumatismos pelos quais elas passaram e que essa é uma das razões das células muitas vezes não funcionarem ou de afetarem a pessoa quer a nível físico, mental ou emocional.

.
As terapias que trabalham as memórias dos tecidos (ou as memórias somáticas) são terapias que lidam com as somatizações emocionais, uma vez que visam libertar o corpo das emoções que ficaram retidas na ocasião de acidentes, quedas, traumatismos, violações, stress e outras situações que envolveram o corpo e a mente.

.
Hoje sabe-se que enquanto as memórias somáticas não forem libertadas, a pessoa não consegue ultrapassar muitos dos seus problemas.

.
Da mesma forma, para ultrapassar problemas que muitas das vezes teimam em não se libertar na totalidade durante a aplicação de terapias que apenas se dirigem à  mente, há que fazer uso de outras técnicas e terapias, sobretudo daquelas que trabalham as memórias celulares.
.

Seja qual for a terapia ou técnica usada, ela visa sempre a libertação do problema ou ajudar a pessoa a lidar melhor com ele e para isso há que usar a terapia que mais se adapte à pessoa e ao seu problema.
.

A regressão é uma situação que acontece em qualquer destas terapias, quer na hipnose ou noutra que se dirija à mente ou à alma quer nas terapias que se dirigem ao corpo.

.
E numa regressão, tanto se pode ficar nesta vida como eventualmente ir até vidas passadas.

.
Algumas das pessoas veem as regressões como uma possibilidade para irem a vidas passadas e dessa forma encontrarem respostas para a sua curiosidade ou para os seus males. Infelizmente isso nem sempre é possível. Quando se faz um trabalho sério, o terapeuta leva a pessoa a resolver ou a lidar com o problema em causa e cinge-se apenas a isso, qualquer que seja a origem, a causa do problema.
.

O interesse de todo o terapeuta é que a pessoa se sinta bem e para isso existem muitas técnicas e terapias que conseguem este intuito.

.

Basta marcar uma consulta inicial de avaliação para tirar todas as dúvidas.

HIPNÓLOGO
PROF. KAMAL NAHAS

11-9.9975-4024 (para marcação de consultas)