Atendimentos online via web

 a9033034-b352-408b-9fb9-1682391c9f8e

Atendimento de Coaching e Psicanálise Online

Seja atendido(a) no conforto da sua casa. Esse processo também possui a modalidade online, onde realizamos todo o trabalho através do Skype. Os resultados são quase os mesmos, seja online ou presencial. Se você for de outro País, outro Estado e/ou cidades distantes de São Paulo este procedimento facilitará tua vida.

 

Eleve Seu Potencial

Atualmente o Coaching/psicanálise é a mais poderosa ferramenta de desenvolvimento pessoal, a metodologia ajuda a extrair do cliente o que ele tem de melhor e otimizar a sua performance para alcançar resultados grandiosos na vida.

Técnicas Poderosas

As abordagens são feitas através das mais avançadas técnicas de desenvolvimento pessoal, promovendo assim uma mudança profunda e duradoura em sua vida.

VOCÊ SE SENTE SEM EVOLUÇÃO?

VEJA ONDE PODE ESTAR O PROBLEMA!

Às vezes é apenas um detalhe que está travando você na vida e um simples ajuste pode ser o suficiente para você evoluir. A roda da vida é uma avaliação pessoal separada em áreas. Uma área pode interferir na outra de forma positiva ou negativa.

ESTÁ DIFÍCIL DECIDIR QUAL CAMINHO SEGUIR?

Nós podemos te ajudar a se descobrir e conhecer mais sobre quem você realmente é.

A importância hoje em dia da necessidade de jovens e adultos em encontrarem um sentido para suas carreiras, buscando soluções inovadoras baseadas no autoconhecimento e no pensamento sistêmico, promovendo o encontro do indivíduo com seu potencial máximo e trazendo a Conexão do mesmo para a transformação do meio em que está inserido, faz com que nosso método seja preponderante para alcançar o sucesso!

Podemos te ajudar a encontrar o melhor caminho

a partir dos seus potenciais!

 DESCOBRINDO SEU POTENCIAL

Um processo intenso e transformador, desenvolvido para facilitar a descoberta e evolução de seus talentos e eliminar padrões e pensamentos enfraquecedores que podem atrapalhá-lo na conquista de seus objetivos.

Facilita o processo de construção de uma direção sólida para a sua vida, levando em conta os seus valores pessoais e propósitos a caminho da realização e satisfação de suas metas e objetivos.

Uma metodologia desenvolvida para auxiliar gestores a administrar suas competências profissionais, fundamentais para que possam obter resultados e proporcionar mudanças significativas dentro e fora de suas empresas.

Use seus talentos para ser feliz e viver através dos Valores e da Missão de sua Vida

 

O que é o Atendimento Psicanalítico Online?

 Atendimento Psicanalítico Online é uma ferramenta a mais de auxílio, no qual se realiza um contato via Skype, MSN ou Google Talk, fazendo uso de um computador, uma câmera de vídeo, um microfone, um auto-falante (ou fone de ouvido) e um acesso rápido via internet. Ambos, profissional/cliente, devem ter acesso a essas ferramentas por ocasião da consulta.

 

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL:

 Como vencer o medo de se arriscar e investir em você, para conquistar mais qualidade na sua vida! Aprenda a ser senhor (a) das suas emoções e liberte-se dos seus medos e dos seus impulsos bloqueadores do Sucesso.

          

LIFE MASTER

 para quem deseja ser bem sucedido.

 

O QUE É A RODA DA VIDA?

A Roda da Vida é um sistema de avaliação pessoal separada, em setores que são essenciais para encontrarmos um equilíbrio pessoal. O objetivo é encontrar qual é a área de alavanca, ou seja, qual é a área a ser desenvolvida, que será responsável por mudanças positivas em sua vida.

O QUE É ENEAGRAMA?

O Eneagrama é um símbolo sagrado, trazido por Gurdjieff de uma fraternidade oculta da Ásia Central (Sarmoung), que encerra as leis cósmicas fundamentais de Três e de Sete, ou seja, as leis da Criação e da Manutenção do Mundo.

Estudando a dinâmica do eneagrama, passamos a compreender como se processa tudo no universo e em nossas vidas. Passamos a prever os vários tipos de estágios pelos quais tudo flui e aprendemos a prever os intervalos onde os processos perdem a força e onde devemos aplicar choques adequados para que o processo possa prosseguir.

O desconhecimento dos intervalos naturais e sua natureza leva a maioria de nós a desistir prematuramente de nossos objetivos, ou a encarar como adversidades os desafios naturais que essas leis nos apresentam.

 

O QUE É PNL

“Programação Neurolinguística” é uma expressão que compreende três ideias simples. A parte “Neuro” da PNL reconhece a ideia fundamental de que todos os comportamentos nascem dos processos neurológicos da visão, audição, olfato, paladar, tato e sensação.

 

O QUE É COACHING?

É um processo que produz mudanças positivas e duradouras em um curto espaço de tempo de forma efetiva e acelerada. O processo de Coaching apoia a identificação de metas e sonhos utilizando seus recursos internos e externos.

 Atualmente Coaching é a mais poderosa ferramenta para alcance de resultados. É uma metodologia que extrai da pessoa o que ela tem de melhor e otimiza seu desempenho na resolução de problemas, desenvolvimento de habilidades e concretização de objetivos.

Coaching não é Terapia. A terapia foca no eixo passado-presente e te dá forças para enfrentar e vencer as dificuldades.

Coaching não é Consultoria. A consultoria faz um diagnóstico da situação e entrega possíveis soluções para o problema apresentado.

Coaching não é Ensino. O ensino te entrega as ferramentas e te mostra como resolver um problema.

Coaching é uma metodologia que te auxilia a desenvolver a melhor maneira de resolver um problema e alcançar seus objetivos. É um processo onde você ganha autonomia para ter o controle dos seus resultados, mesmo após o Coaching já ter terminado.

Atualmente no mercado existem inúmeros nichos de Coaching, entretanto os nichos que mais se destacam são: LIFE MASTER, focado em metas pessoais do indivíduo em todas as áreas de sua vida, familiar, pessoal, relacionamentos, financeiro, espiritual e profissional, focado no desenvolvimento de habilidades e apoio para conquista de metas no contexto de evolução, sempre no equilíbrio, chamado também de Caminho do Meio ou Caminho do Buscador.

Os benefícios que o Coaching proporciona:

  1.    É um processo focado em metas;
  2.    Conduz ao crescimento pessoal e profissional;
  3.    Desenvolve habilidades e otimiza potenciais;
  4.    Instiga mudanças que geram resultados;
  5.    Condiciona à alta performance;
  6.    Estabelece estratégias para o futuro;
  7.    Minimiza os problemas de comportamento, relacionamento e atitude;
  8.    Identifica e reforça valores e a real missão de cada um;
  9.    Conduz o líder a identificar e reconhecer o potencial de sua equipe;
  10.    Aprimora a comunicação, o processo decisório e a organização pessoal;
  11.    Reduz o estresse e traz equilíbrio para vida.

Tanto na forma presencial quanto na forma on-line, todos esses itens são trabalhados nos processos que realizamos.

 

Veja agora, as principais vantagens do método realizado pela web.

COACHING PRESENCIAL X COACHING ONLINE

  1.      Presencial: encontros são feitos pessoalmente, é preciso que o cliente vá até o Coach/Psicanalista.
  2.     Online: os encontros são realizados por meio de Skype, por isso, o cliente nem precisa sair do escritório para fazer o             processo, ou se deslocar para São Paulo.
  3.     Presencial: como é preciso se deslocar, o cliente precisa separar algumas horas de seu dia para enfrentar o trânsito de ida e de volta.
  4.     Online: não é necessário separar mais que uma hora do dia para fazer sua sessão – esse é o tempo de um encontro. Como não há deslocamento e o encontro pode ser feito no local onde o cliente estiver (com um computador ligado à internet), não há perda nem gastos com trânsito.
  5.    Presencial: entre uma sessão e outra podem surgir dúvidas, e o cliente precisa esperar até o próximo encontro para esclarecê-las.
  6.    Online: com o apoio das ferramentas web, tudo pode ser realizado em tempo real, com máxima agilidade.

Claro que ambas as formas de Coaching são excelentes e trazem resultados positivos para o profissional. Porém, não dá para negar: os diferenciais do Coaching Online em relação ao presencial tornam a forma “virtual” do processo mais interessante para quem tem pouco tempo ou se está distante do Coach, mas não abre mão de estar constantemente se desenvolvendo.

Ficou interessado?

Entre em contato conosco

pelo telefone (11) 9.9975-4024 (WhatsApp) ou

pelo e-mail mestrekamal@gmail.com

 

COMO O COACHING PODE ME AJUDAR?

O Coaching pode ser muito útil se você está em um momento que necessita de mudanças e não sabe por onde começar. Ele ajuda efetivamente a atingir metas, solucionar problemas e desenvolver novas habilidades. Vai ampliar suas percepções, estratégias, atitudes tornando você o catalisador da sua mudança. Mais foco, autoconhecimento, segurança, organização e motivação são resultados de quem experimenta o processo. O Coaching é uma ótima solução para você atingir sucesso em inúmeras áreas da sua vida.

 

Metas Objetivas + Bloqueios Eliminados + Recursos Potencializados + Plano de Ação = Resultado Desejado

 

Quais os Benefícios do Coaching?

O principal benefício de um processo de Coaching é possibilitar o Cliente a atingir seus sonhos e objetivos através de ações concretas. No início do Coaching se faz um levantamento de informações a respeito do indivíduo e de sua meta e, através de um processo gradativo auxilia o Cliente a estruturar o passo a passo para a realização da mesma. Frequentemente se trabalha somente uma área da roda da vida no processo, entretanto os ganhos não se limitam a somente a ela, se estendem a todas as 10:

• Lazer ou diversão;

• Situação Financeira;

• Situação Profissional;

• Intelectual;

• Emocional;

• Espiritual;

• Saúde Física;

• Relacionamento íntimo;

• Relacionamento social;

• Relacionamento familiar.

 

Personal Coaching

Se você está se sentindo desmotivado, sem uma direção, sem foco, ou percebendo que seus planos estão parando no meio do caminho, em qualquer área da sua vida, está na hora de você procurar um Personal Coach.

 

Como o Personal Coaching pode te ajudar?

  1.      Ajudar você a ter um autoconhecimento energético da tua personalidade por intermédio do Eneagrama Sistêmico da Personalidade, ferramenta existente há mais de 5000 anos.
  2.     Ajudar a obter o equilíbrio o tempo todo.
  3.     Ajudar a ter consciência das situações e pessoas que são atraídas por seu inconsciente, e saber como se comportar nestes instantes.
  4.     Ajudando a vencer os bloqueios que te impedem de alcançar os seus objetivos.
  5.     O Personal Coach vai focar no seu objetivo e te auxiliar na construção do caminho para chegar lá.
  6.     Com o Personal Coaching você aprenderá a desenvolver a sua autoestima e automotivação.
  7.     Tornando-o mais produtivo, criativo e cultivando melhores relacionamentos interpessoais, que levam a uma acentuada melhora na qualidade de vida.
  8.     O Personal Coach vai despertar o potencial que existe em você.
  9.     Com o Personal Coaching online, você vai planejar ações concretas para atingir o seu objetivo.
  10.     Estimulando o seu autoconhecimento.
  11.    Potencializando os seus pontos fortes e corrigindo ou minimizando os pontos fracos.

 

Quer saber mais sobre o processo Personal Coaching online? 

Se você quer entender melhor como podemos ajudá-lo,

entre em contato conosco para uma sessão de Avaliação pelo Fone 11-9.9975-4024 (WhatsApp)

 

Sigilo e o Código de Ética do Profissional

 O Atendimento Online segue as mesmas regras e obrigações éticas e profissionais do atendimento tradicional em consultório, preservando o sigilo e o respeito pelo paciente. Sua identidade e informações são confidenciais.

Não haverá diferença entre os atendimentos prestados via online e os fornecidos no consultório. Diante desse fato, é de crucial importância que ambos, psicanalista e cliente, estejam guardados sob forte proteção virtual. Faz-se necessária a existência de antivírus, firewalls e sistemas operacionais atualizados. Não se recomenda o uso de computadores públicos. É de obrigação do cliente prover tais meios de segurança para o computador do qual ele, cliente, fará uso. Em se tratando de internet, vale lembrar que sempre haverá o risco de vulnerabilidade dos dados expostos, considerando que a internet não é um meio totalmente seguro. Para melhor preservar o sigilo dos atendimentos, além das recomendações já citadas, recomenda-se fazer a exclusão do histórico do Messenger, Skype, GoogleTalk, ICQ, etc.

 

Sessões

 O contato entre profissional/cliente acontece via internet de 1 a 2 vezes por semana, com duração de 50 minutos ininterruptos. Isso deve ser feito em um ambiente sigiloso, tranquilo, sem interrupções, no qual o paciente possa se concentrar e ao mesmo tempo se sentir à vontade para falar sobre os seus problemas. A marcação das consultas deverá acontecer de forma prévia, estando ambas as partes de acordo e cientes do compromisso. A pontualidade é indispensável nessa forma de contato. Os atrasos não serão compensados. Caso aconteça uma falha na comunicação, ambas as partes entrarão em um acordo quanto aos possíveis custos e responsabilidades.

 Os agendamentos das sessões on-line ocorrerão após o primeiro contato do paciente com a profissional através do e-mail:  mestrekamal@gmail.com

 ou por telefone: WhatsApp  11-9.9975-4024.

 Em seguida, a profissional enviará um formulário para o paciente especificar suas informações pessoais.

 

Valores e Formas de Pagamento

 O pagamento deverá ser realizado via depósito bancário em conta corrente e o comprovante do pagamento enviado via e-mail. O depósito deverá ocorrer antecipadamente ou em um máximo de 24 horas após a sessão. Caso a sessão venha a ser cancelada por parte do profissional será remarcada para outro dia, de comum acordo.

As sessões serão marcadas com um mínimo de 48 horas de antecedência. Caso deseje desmarcar, favor comunicar com 24 horas de antecipação para que o horário seja oferecido a outro cliente que necessitar. O não comparecimento ou falta de justificativa do cliente serão considerados como atendimento realizado e, portanto, será cobrado.

O valor do atendimento online por consulta é de R$ consulte!

 

Para marcar o atendimento, entrar em contato via e-mail ou telefone WhatsApp 11-9.9975-4024. Atrasos não serão compensados. Caso aconteça uma falha na comunicação, ambas as partes entrarão em um acordo quanto aos possíveis custos e responsabilidades.

 

Tecnologia e confidencialidade

A tecnologia hoje é capaz de abrigar sessões dessa natureza com facilidade. Pessoalmente, em nosso cotidiano, usamos mecanismos e sistemas similares inclusive para falar e nos comunicar com amigos e parentes.

O uso dessas ferramentas hoje é uma constante em nossas vidas e não representa nenhuma fuga da rotina – naturalmente sabemos como lidar com elas, e durante o coaching online, não há possibilidade dos profissionais envolvidos estranharem essa plataforma.

Há, no entanto, duas questões essenciais: primeiro, a empresa precisa prover essa tecnologia aos dois envolvidos no processo, com qualidade e fidelidade para garantir o melhor da experiência para ambos; em segundo, a confidencialidade dessas sessões, assim como ocorre no coaching tradicional, não pode ser jamais violada.

Os envolvidos precisam ter garantias de que as sessões serão apenas acompanhadas por eles, sem controle externo – essa talvez seja a parte mais difícil, pois é preciso que os profissionais confiem que a empresa não irá monitorá-los.

 

O bom e velho contato físico

Claro, mesmo com toda a estratégia online, nada se equipara ao bom e velho contato presencial.

As sessões todas e o processo de coaching em si podem ser realizados online, sem problemas, mas é bom separar tempo ou criar circunstâncias para que esses dois profissionais, que estão passando por um processo longo e cheio de mudanças juntos, possam eventualmente se conhecer pessoalmente.

De um modo geral, esse contato presencial deve ocorrer não no início, mas após algumas sessões do coaching online.

Também não é bom que o processo seja apenas encerrado dessa forma.

O contato pessoal, após algumas sessões exclusivamente online, tenderá a criar um maior clima de confiança por parte do profissional submetido ao coach, e ele assim passará a se abrir e discutir de forma mais clara seus problemas e dúvidas, resolvendo conflitos internos e atingindo as metas definidas para o trabalho de coaching de forma mais rápida e eficiente.

Sua empresa já utiliza o coaching online? Fique por dentro, também, de outras metodologias de desenvolvimento pessoal aqui no nosso site para saber dos nossos conteúdos.

 

Indicação

 O atendimento online é uma ferramenta de ajuda ao cliente, porém jamais poderá substituir a relação pessoal no consultório. Trata-se de uma forma de comunicação a distância que visa a um atendimento informativo, focal e temporário. Em geral, se aplica a situações extraordinárias nas quais haja o impedimento ou inviabilização do contato no consultório. Todavia, o mesmo deverá ser de forma temporária, visando suprir uma necessidade imediata e circunstancial do paciente, como por exemplo pacientes em trânsito ou que se encontrem temporariamente impossibilitados de comparecer ao consultório por motivo de força maior.

 

Público Alvo e Autorização para menores de 18 anos

 Os atendimentos online se destinam aos maiores de 18 anos que desejem receber serviços de orientação e aconselhamento. Em se tratando de menores de 18 anos de idade é imprescindível a autorização legal dos pais ou responsáveis, de preferência por escrito. Esta autorização será discutida com os pais ou responsáveis antes do atendimento.

 

METODOLOGIA

  1.      São sessões personalizadas de coaching/psicanálise realizadas exclusivamente via SKYPE.
  2.     Cada sessão tem aproximadamente 50 minutos de duração e acontecem em intervalos semanais.
  3.     Os agendamentos para as sessões via Skype são às QUINTAS e SEXTAS, entre 9h e 20h (salvo exceções de agenda entre as partes)
  4.    Pagamento via Pagseguro (boleto, cartão de débito ou crédito em até 12x no cartão, para pacotes) ou depósito bancário.
  5.    Mais informações através do e-mail:  mestrekamal@gmail.com

    Bônus por comparecimento

O comparecimento em todas as sessões agendadas, no prazo de 3 (três) mêses sem desmarcação nas 48 horas que antecedem o seu horário, você ganha uma SESSÃO CORTESIA!!!

 “NÓS TRANSFORMAMOS PESSOAS PARA TRANSFORMAR O MUNDO!”

Nosso objetivo é facilitar o processo de despertar das pessoas para seu real potencial, capacitando cada indivíduo para ser um agente transformador e capaz de mudar o mundo.

LIGUE JÁ PARA: 

11- 9.9975-4024 (WhatsApp)

História da Psicanálise

Psicanálise é um campo clínico e de investigação teórica da psicologia desenvolvida por Sigmund Freud, médico neurologista vienense nascido em 1856 que se propõe à compreensão e análise do homem, compreendido enquanto sujeito do inconsciente e abrange três áreas:

1. um método de investigação da mente e seu funcionamento;

2. um sistema teórico sobre a vivência e o comportamento humano;

3. um método de tratamento psicoterapêutico.

Essencialmente é, assim, uma teoria da personalidade e um procedimento de psicoterapia;

a psicanálise, contudo, influenciou muitas outras correntes de pensamento e disciplinas das diversas ciências humanas, gerando uma base teórica para uma forma de compreensão da ética, da moralidade e da cultura humana.

Importante ainda é observar que em linguagem comum, o termo psicanálise é muitas vezes usado como sinônimo de psicoterapia ou mesmo de psicologia. Em linguagem mais própria, no entanto, psicologia refere-se à ciência que estuda o comportamento e os processos mentais, psicoterapia ao uso clínico do conhecimento obtido por ela – ou seja, ao trabalho terapêutico baseado no corpo teórico da psicologia como um todo – e psicanálise referem-se à forma de psicoterapia baseada nas teorias oriundas do trabalho de Sigmund Freud; psicanálise é, assim, um termo mais específico, sendo uma entre muitas outras formas de psicoterapia.

De acordo com Freud, psicanálise é o nome de um procedimento para a investigação de processos mentais que são quase inacessíveis por qualquer outro modo, um método (baseado nessa investigação) para o tratamento de distúrbios neuróticos, e uma coleção de informações psicológicas obtidas ao longo dessas linhas, e que gradualmente se acumulou numa “nova” disciplina científica. A essa definição elaborada pelo próprio Freud pode ser acrescentada um tratamento possível da psicose e perversão, considerando o desenvolvimento dessa técnica.

Ainda segundo o seu criador a psicanálise cresceu num campo muitíssimo restrito. No início, tinha apenas um único objetivo — o de compreender algo da natureza daquilo que era conhecido como doenças nervosas ‘funcionais’, com vistas a superar a impotência que até então caracterizara seu tratamento médico. Os neurologistas daquele período haviam sido instruídos a terem um elevado respeito por fatos químico-físicos e patológico-anatômicos e não sabiam o que fazer do fator psíquico e não podiam entendê-lo. Deixavam-no aos filósofos, aos místicos e — aos charlatães; e consideravam não científico ter qualquer coisa a ver com ele.

Diferença entre Psiquiatra, Psicólogo e Psicanalista

Diferença entre Psiquiatra, Psicólogo e Psicanalista

As atuações das três profissões “psis”.

O termo “psi”, bastante utilizado pelas pessoas, muitas vezes pode ser permeado de confusão quanto aos significados, principalmente quando se refere aos profissionais indicados por este termo: psiquiatra, psicólogo ou psicanalista.

O psiquiatra é um profissional  da medicina que após ter concluído sua formação, opta pela especialização em psiquiatria, esta é composta de 2 ou 3 anos e abrange estudos em neurologia, psicofarmacologia e treinamento específico para diferentes modalidades de atendimento, tendo por objetivo tratar as doenças mentais. Ele é apto a prescrever medicamentos, habilidade não designada ao psicólogo. Em alguns casos, a psicoterapia e o tratamento psiquiátrico devem ser aliados.

O psicólogo tem formação em psicologia, ciência que estuda os processos mentais  e o comportamento humano. Pode atuar no campo da psicologia clínica, escolar, social, do trabalho, entre outras.

O psicanalista é o profissional que possui uma formação em psicanálise, método terapêutico criado pelo médico austríaco Sigmund Freud, que consiste na interpretação dos conteúdos inconscientes de palavras, ações e produções imaginárias de uma pessoa, baseado nas associações livres e na transferência, buscando a causa dos problemas do indivíduo (sentimentos, emoções, pensamentos, razão). O psicanalista pode ter formação em diferentes áreas de ensino superior.

Regressão

REGRESSÃO DE MEMÓRIAS OU

DE VIDAS PASSADAS


A regressão, hoje em dia muito em uso, pretende localizar e eliminar as causas de fobias, traumas, psicoses, neuroses,

hábitos, dificuldades emocionais, etc. ou ajudar a controlar o stress e numerosas outras condições.

.

Chamada de terapia de regressão, regressão de memórias, terapia regressiva, terapia de vidas passadas,

terapia de momentos passados, TR, TVP, enfim, é uma Terapia que vai em busca das causas que levaram você a sentir

ou a fazer o que está fazendo, de forma inconsciente, até somatizando dores e doenças no seu corpo.

.

Frequentemente faz-se uso da hipnose para levar a pessoa às causas de tais problemas ou situações e

dessa forma a ajudar a ultrapassar e vencer o seu bloqueio ou problema.

Desta forma pretende-se alcançar um equilíbrio entre o mundo interior e o exterior levando a pessoa a um estado de maior capacidade de gerir e de lidar com a sua vida.

No entanto convém salientar que existem muitos outros métodos de regressão além da hipnose e todos eles também igualmente válidos desde que feitos por profissionais competentes.

Da mesma forma existem muitas e variadas causas para os problemas e nem sempre a hipnose é o melhor meio de localizá-las e eliminar, existindo hoje em dia muitas técnicas e terapias, pois, torna-se necessário identificar corretamente qual ou quais as causas para que se possam aplicar as melhores soluções.

Além destes métodos existem também aqueles que trabalham as memórias dos tecidos, ou seja, as memórias somáticas provenientes desta vida ou provenientes de emoções de ancestrais carregadas nas células do corpo físico. Hoje sabe-se que não basta libertar apenas a mente dos seus problemas mas que temos também de libertar os tecidos das suas memórias para que se consigam atingir bons resultados.

.
Hoje sabe-se que as células registam os traumatismos pelos quais elas passaram e que essa é uma das razões das células muitas vezes não funcionarem ou de afetarem a pessoa quer a nível físico, mental ou emocional.

.
As terapias que trabalham as memórias dos tecidos (ou as memórias somáticas) são terapias que lidam com as somatizações emocionais, uma vez que visam libertar o corpo das emoções que ficaram retidas na ocasião de acidentes, quedas, traumatismos, violações, stress e outras situações que envolveram o corpo e a mente.

.
Hoje sabe-se que enquanto as memórias somáticas não forem libertadas, a pessoa não consegue ultrapassar muitos dos seus problemas.

.
Da mesma forma, para ultrapassar problemas que muitas das vezes teimam em não se libertar na totalidade durante a aplicação de terapias que apenas se dirigem à  mente, há que fazer uso de outras técnicas e terapias, sobretudo daquelas que trabalham as memórias celulares.
.

Seja qual for a terapia ou técnica usada, ela visa sempre a libertação do problema ou ajudar a pessoa a lidar melhor com ele e para isso há que usar a terapia que mais se adapte à pessoa e ao seu problema.
.

A regressão é uma situação que acontece em qualquer destas terapias, quer na hipnose ou noutra que se dirija à mente ou à alma quer nas terapias que se dirigem ao corpo.

.
E numa regressão, tanto se pode ficar nesta vida como eventualmente ir até vidas passadas.

.
Algumas das pessoas veem as regressões como uma possibilidade para irem a vidas passadas e dessa forma encontrarem respostas para a sua curiosidade ou para os seus males. Infelizmente isso nem sempre é possível. Quando se faz um trabalho sério, o terapeuta leva a pessoa a resolver ou a lidar com o problema em causa e cinge-se apenas a isso, qualquer que seja a origem, a causa do problema.
.

O interesse de todo o terapeuta é que a pessoa se sinta bem e para isso existem muitas técnicas e terapias que conseguem este intuito.

.

Basta marcar uma consulta inicial de avaliação para tirar todas as dúvidas.

HIPNÓLOGO
PROF. KAMAL NAHAS

11-9.9975-4024 (para marcação de consultas)

Freud e a História da Psicanálise



Freud, Schlomo Sigismundo, dito Sigmund (1856-1939).

Médico vienense, fundador da psicanálise. Nascido em Freiberg, na Moravia (ou Pribor, na República Tcheca), em 6 de maio de 1856. […]

Como clínico, tratava essencialmente de mulheres da burguesia vienense, qualificadas como “doentes dos nervos” e sofrendo de distúrbios histéricos. […] Procurou, antes de tudo, curar e tratar de suas pacientes, aliviando os seus sofrimentos psíquicos. Durante um ano, utilizou os métodos terapêuticos aceitos na época: massagens, hidroterapia, eletroterapia. Mas logo constatou que esses tratamentos não tinham nenhum efeito. Assim, começou a utilizar a hipnose, inspirando-se nos métodos de sugestão de Hippolyte Bernheim. […]

Trabalhando ao lado de Josef Breuer (médico austríaco), Freud abandonou progressivamente a hipnose pela catarse, inventou o método da associação livre e, enfim, a psico-análise. Essa palavra foi empregada pela primeira vez em 1896 e sua invenção foi atribuída a Breuer.

No âmbito de sua amizade com Wilhelm Fliess (médico alemão), ocorreram vários acontecimentos maiores na vida de Freud: sua autoanálise, um intercâmbio de caso (Emma Eckestein), a publicação de um primeiro grande livro, “Estudos sobre a histeria”, no qual são relatadas várias histórias de mulheres […] e, enfim, o abandono da teoria da sedução segundo a qual toda neurose se explicaria por um trauma real. Essa renúncia, fundamental para a história da psicanálise, ocorreu em 21 de setembro de 1897. Freud comunicou-a a Fliess em tom enfático, em uma carta que se tornaria célebre: “não acredito mais na minha Neurótica.”.

Começou então a elaborar sua doutrina da fantasia, concebendo em seguida uma nova teoria do sonho e do inconsciente, centrada no recalcamento e no Complexo de Édipo. Seu interesse pela tragédia de Sófocles foi contemporâneo de sua paixão por Hamlet. Freud era um grande leitor de literatura inglesa, alimentando-se especificamente da obra de Shakespeare: “Uma ideia atravessou o meu espírito”, escreveu a Fliess em 1897, “de que o conflito edipiano encenado em Édipo Rei de Sófocles poderia estar também no cerne de Hamlet. Não acredito em uma intenção consciente de Shakespeare, mas, antes, que um acontecimento real levou o poeta a escrever esse drama, tendo seu próprio inconsciente lhe permitido compreender o inconsciente do seu herói.”[..]

Da nova teoria do inconsciente nasceria um segundo grande livro, publicado em novembro de 1899, “A Interpretação dos Sonhos”. “Você acredita”, escreveu a Fliess, no dia 12 de junho de 1900, “que haverá um dia nesta casa uma placa de mármore com esta inscrição: ‘foi nessa casa que, em 24 de julho de 1895, o mistério do sonho foi revelado ao doutor Sigmund Freud’? Até agora, tenho pouca esperança.”.

Entre 1901 e 1905, Freud publicou seu primeiro caso clínico (Dora) e três outras obras: “A psicopatologia da vida cotidiana” (1901), “Os chistes e sua relação com o inconsciente” (1905), “Três ensaios sobre a teoria da sexualidade” (1905).

Em 1902, com Afred Adler, Wilhelm Stekel, Max Kahane (1866-1923) e Rudolf Reitler (1865-1917), fundou a Sociedade Psicológica das Quartas-Feiras, primeiro círculo da história do freudismo. Durante os anos que se seguiram, muitas personalidades do mundo vienense se juntaram ao grupo: Paul Federn, Otto Rank, Fritz Wittels, Isidor Sadger.

Em 1907 e 1908, o círculo dos primeiros discípulos freudianos se ampliou ainda mais, com a adesão à psicanálise de Hanns Sachs, Sandor Ferenczi, Karl Abraham, Ernest Jones, Abraham Arden Brill e Max Eitingon.

Durante o primeiro quarto do século, a doutrina freudiana se implantou em vários países: Grã-Bretanha, Hungria, Alemanha, costa leste dos Estados Unidos. Na Suíça produziu-se um acontecimento maior na história do movimento psicanalítico: Eugen Bleuler, médico co-chefe da clínica do hospital Burghölzli de Zurique, começou a aplicar o método psicanalítico ao tratamento das psicoses, inventando ao mesmo tempo a noção de esquizofrenia. Uma nova “terra prometida” se abria assim à doutrina freudiana: ela podia, a partir de então, investir o saber psiquiátrico e tentar dar uma solução para o enigma da loucura humana.

No dia 3 de março de 1907, Carl Gustav Jung, aluno e assistente de Bleuler, foi a Viena para conhecer Freud. Depois de várias horas de conversa, ficou encantado com esse novo mestre. Seria o primeiro discípulo não-judeu de Freud.

Em 1909, a convite de Grandville Stanley Hall, Freud, em companhia de Jung e de Ferenczi, foi à Clark University de Worcester, em Massachusetts, para dar cinco conferências, que seriam reunidas sob o título de “Cinco lições de psicanálise”. Apesar de um encontro produtivo com James Jackson Putnam e de um sucesso considerável, Freud não gostou do continente americano. Durante toda a vida, desconfiaria do espírito puritano desse país que acolhia suas ideias com um entusiasmo ingênuo e desconcertante.

Temendo o antissemitismo e que a psicanálise fosse assimilada a uma “ciência judaica”, Freud decidiu “desjudeizá-la”, pondo Jung à frente do movimento. Depois de um primeiro congresso, que reuniu em Salzburgo, em 1908, todas as sociedades locais, criou com Ferenczi, em Nuremberg, em 1910, uma associação internacional, a Internationale Psychoanalytische Vereinigung (IPV). Em 1933, a sigla alemã seria abandonada. A IPV se tornaria então a International Psychoanalytical Association (IPA).

Entre 1909 e 1913, Freud publicou mais duas obras: “Leonardo da Vinci: uma lembrança da sua infância” (1910) e “Totem e Tabu” (1912-1913).

A partir de 1910, a expansão do movimento se traduziu por dissidências, tendo como motivo simultaneamente querelas pessoais e questões teóricas e técnicas. Em 1911, Adler e Stekel se separaram do grupo freudiano.

Dois anos depois, Jung e Freud romperam todas as suas relações. Não suportando desvios em relação à sua doutrina, Freud publicou, às vésperas da Primeira Guerra Mundial, um verdadeiro panfleto, “A história do movimento psicanalítico”, no qual denunciou as traições de Jung e Adler. Depois, criou um Comitê Secreto, composto de seus melhores paladinos, aos quais distribuiu um anel de fidelidade.

Apoiados por Jones, os berlinenses (Abraham e Eitingon) preconizavam a ortodoxia institucional, enquanto os austro-húngaros (Rank e Ferenczi) se interessavam mais pelas inovações técnicas. Uma nova dissidência marcou ainda a história desse primeiro freudismo: a de Wilhelm Reich.[..]

Com o desmoronamento do império austro-húngaro, Berlim se tornou a capital do freudismo, como provou a criação do Berliner Psychoanalytisches Instiitut (BPI), e as numerosas atividades do instituto de Frankfurt em torno de Otto Fenichel e da “esquerda freudiana”. Enquanto os americanos afluíam a Viena para se formar no divã do mestre, este analisava a própria filha, Anna Freud. Esta não tardaria a tornar-se chefe de escola e a opor-se a Melanie Klein, sua principal rival no campo da psicanálise de crianças. Nesse aspecto, a oposição entre a escola inglesa e a escola vienense, que se desenvolveu na IPA a partir de 1924 e que girava em torno da questão da sexualidade feminina, mostrou o lugar cada vez mais importante das mulheres no movimento psicanalítico. No centro dessa polêmica, Freud manteve sua teoria da libido única e do falocentrismo, sem com isso mostrar-se misógino. Ligado em sua vida particular a uma concepção burguesa da família patriarcal, adotava, todavia, em suas amizades com mulheres intelectuais, uma atitude perfeitamente cortês, moderna e igualitária. Por sua doutrina e por sua condição de terapeuta, desempenhou um papel na emancipação feminina.

Nos anos 1920, Freud publicou três obras fundamentais, através das quais definiu sua segunda tópica e remanejou inteiramente sua teoria do inconsciente e do dualismo pulsional: “Mais-além do princípio de prazer” (1920), “Psicologia das massas e análise do eu” (1921), “O eu e o isso” (1923). Esse movimento de reformulação conceitual já começara em 1914, quando da publicação de um artigo dedicado à questão do narcisismo. Confirmou-se, em 1915, com a elaboração de uma metapsicologia e a publicação de um ensaio sobre a guerra e a morte, no qual Freud sublinhava a necessidade para o sujeito de “organizar-se em vista da morte, a fim de melhor suportar a vida”. Dessa reformulação, centrada na dialética da vida e da morte e em uma acentuação da oposição entre o eu e o isso, nasceriam as diferentes correntes do freudismo moderno: Kleinismo, Ego Psycholog, Self Psychology, lacanismo, annafreudismo, Independentes. […]

Em fevereiro de 1923, Freud descobriu, do lado direito de seu palato, um pequeno tumor, que devia ser logo extirpado. Em um primeiro tempo, Felix Deutsch, seu médico, lhe ocultou a natureza maligna desse tumor. Freud se indispôs com ele. Seis meses depois, Hans Pichler, cirurgião vienense, procedeu a uma intervenção radical: a ablação dos maxilares e da parte direita do palato. Trinta e uma operações seriam feitas posteriormente, sob a supervisão de Max Schur. Freud foi obrigado a suportar uma prótese, que ele chamava de “monstro”. “Com seu palato artificial”, escreveu Stefan Zweig, “ele tinha visivelmente dificuldade para falar […]. Mas não abandonava seus interlocutores. Sua alma de aço tinha a ambição particular de provar a seus amigos que sua vontade era mais forte que os tormentos mesquinhos que seu corpo lhe infligia […]”.

Em 1926, depois de um processo intentado contra Theodor Reik, tomou vigorosamente a defesa dos psicanalistas não médicos, publicando “A questão da análise leiga”. No ano seguinte, deflagrou com seu amigo Oskar Pfister uma polêmica ao publicar “O futuro de uma ilusão”, obra na qual comparava a religião a uma neurose. Enfim, em 1930, com “O mal-estar na cultura”, questionava a capacidade das sociedades democráticas modernas de dominar as pulsões destrutivas que levam os homens à sua perda. Dois anos depois, em um intercâmbio com Albert Einstein (1879-1955), enfatizou que o desenvolvimento da cultura era sempre uma maneira de trabalhar contra a guerra. Cada vez mais pessimista quanto ao futuro da humanidade, Freud não tinha nenhuma ilusão sobre a maneira como o nazismo tratava os judeus e a psicanálise.

Entretanto, no dia seguinte ao incêndio do Reichstag, decidiu com Eitingon manter a existência da Berliner Psychoanalytisches Instiitut. Embora não aprovasse a política de “salvamento” da psicanálise, preconizada por Jones, cometeu o erro de privilegiar a luta contra os dissidentes (Reich e os adlerianos) Mas em março de 1938, no momento da invasão da Àustria pelas tropas alemãs, Richard Sterba, agiu em sentido contrário, decidindo recusar a política de Jones e não criar em Viena um instituto “arianizado” como o de Göring, em Berlim. Tomou-se então a decisão de dissolver a Wiener Psychoanalytiche Vereinigung e transporta-la “para onde Freud fosse morar”. Graças à intervenção do diplomata americano William Bullitt (1891-1967) e a um resgate pago por Marie Bonaparte, Freud pôde deixar Viena com sua família. No momento de partir, foi obrigado a assinar uma declaração na qual afirmava que nem ele nem seus próximos haviam sido importunados pelos funcionários do Partido Nacional-Socialista. Em Londres instalou-se em uma bela casa em Maresfield Gardes 20, futuro Freud Museum. Ali, redigiu sua última obra, “Moisés e o monoteísmo”. Nunca saberia do destino dado pelos nazistas às suas quatro irmãs, exterminadas em campos de concentração.

Aos seus familiares, que lhe perguntavam se aquela seria a última guerra, respondia: “Será minha última guerra.” Em 21 de setembro, pegou a mão de Max Schur e lembrou o primeiro encontro dos dois. “Você prometeu não me abandonar quando chegasse à hora. Agora é só uma tortura sem sentido.” Depois, acrescentou: “Fale com Anna; se ela achar que está bem, vamos acabar com isso.” Por três vezes, ele deu a Freud uma injeção de três centigramas de morfina. Em 23 de setembro, às três horas da manhã, depois de dois dias de coma, Freud morreu tranquilamente. As cinzas de Freud repousam no crematório de Golders Green.

*Texto extraído do Dicionário de Psicanálise de autoria de Elisabeth Roudinesco e Michel Plon. Jorge Zahar Editor. 1998.

Pão Com Manteiga

Esta pequena história pode ser aplicada no relacionamento entre casais, entre pais e filhos, amigos, inclusive do trabalho.
Essa é a história de um casal que todos os dias, tomava o café da manhã juntos.

No dia de suas bodas de prata, a mulher passou a manteiga na casca do pão, pensando: “Sempre quis comer a melhor parte do pão, mas amo demais o meu marido, e por 25 anos lhe dei o miolo. Hoje quero satisfazer o meu desejo. Acho justo que eu coma o miolo pelo menos uma vez na vida.” E entregou a casca para o marido, ficando com o miolo.

Para sua surpresa, o rosto do marido abriu-se num largo sorriso e ele lhe disse:
“Muito obrigado por este presente, meu amor! Durante 25 anos desejei comer a casca do pão, mas como você sempre gostou tanto dela, jamais ousei pedir!”

Moral da história:
1. Você precisa dizer claramente o que deseja, não espere que o outro adivinhe.
2. Você pode pensar que está fazendo o melhor para o outro, mas o outro pode esperar algo totalmente diferente de você.
3. Deixe-o falar, peça-lhe para falar e quando não entender o que o outro diz, não traduza. Peça que ele explique melhor. Enfim, saia do achismo, do eu penso que ele pensa que eu penso, se eu falar isso ele vai falar aquilo, etc.
4. Quando descobrir o que o outro deseja de verdade, não se culpe por ter ficado 25 anos sem saber. Apenas acolha a descoberta e siga em frente. Permita-se ser feliz.

PS: Tão simples como um pão com manteiga!

” Dê a quem você ama: asas para voar, raízes para voltar e motivos para ficar “

O eneagrama

O Eneagrama é um símbolo sagrado, trazido por Gurdjieff de uma fraternidade oculta da Ásia Central (Sarmoung), que encerra as leis cósmicas fundamentais de Três e de Sete, ou seja, as leis da Criação e da Manutenção do Mundo.
Estudando a dinâmica do eneagrama, passamos a compreender como se processa tudo no universo e em nossas vidas. Passamos a prever os vários tipos de estágios pelos quais tudo flui e aprendemos a prever os intervalos onde os processos perdem a força e onde devemos aplicar choques adequados para que o processo possa prosseguir.
O desconhecimento dos intervalos naturais e sua natureza leva a maioria de nós a desistir prematuramente de nossos objetivos, ou a encarar como adversidades os desafios naturais que essas leis nos apresentam.

Fonte: “O Eneagrama – Símbolo de Tudo e Todas as Coisas”, de Nathan Bernier.

Uma Viagem no Mundo do Inconsciente

Uma Viagem no mundo do inconsciente.

Tarô, o Espelho da Alma

As cartas do Tarô Egípcio contêm o conhecimento dos mistérios maiores de cada etapa do desenvolvimento humano de toda uma vida. A real origem do tarô ainda não foi comprovada com total segurança, permanecendo misteriosa até os dias atuais.

Entretanto, é provável que as vinte e duas imagens dos Arcanos Maiores estivessem contidas em um antigo escrito egípcio – o Livro de Thot -, também conhecido como “O Primeiro Livro da Humanidade”.

O Livro de Thot levou ao Egito a base de conhecimento dos processos iniciáticos para que aqueles que desejassem, e se mostrassem desejosos e dignos de obter o conhecimento e a consciência de si mesmos,  pudessem atingir a iluminação interior e servir aos deuses e à humanidade.

De acordo com a crença da politeísta sociedade egípcia da época, para se tornar um “iniciado” seria necessário percorrer, com êxito, as vinte e duas etapas dos caminhos do espírito, da alma e da realidade material, correspondentes, respectivamente, às divindades Osíris (pai), Ísis (mãe) e Hórus (filho).

Um aconselhamento terapêutico com base numa leitura séria de tarô não se propõe a ser uma prática adivinhatória, de busca de respostas prontas e bipolares tais como: sim, não, certo ou errado. Uma leitura e interpretação do tarô, em especial do tarô egípcio, visa promover uma reflexão o um (re)encontro consigo mesmo para o consulente, porque as cartas deste tarô revestem-se de um caráter iniciático quando mergulha numa abordagem arquetípica.

Através deste modo de prática e leitura, o tarô egípcio pode ser um importante instrumento para o aconselhamento terapêutico porque permite ajudar o cliente a encontrar as suas próprias respostas através do contato com sua sabedoria interior que é proporcionado por uma leitura de tarô com abordagem arquetípica.

Ciente de que a vibração das cartas não tem poder de influenciar, gerar e/ou evitar acontecimentos o consulente entende que no movimento natural da sua vida as cartas encontram-se embaralhadas sobre as mesas existenciais à medida que experimenta o aprendizado das etapas do conhecimento interior contidas em cada um dos arcanos (mistérios) do tarô.

O grande objetivo de uma leitura de tarô egípcio como suporte a uma sessão de aconselhamento terapêutico é ajudar o cliente no seu processo de busca da compreensão da lei universal de causa e efeito que rege todos os acontecimentos passados, atuais e futuros que resulta na compreensão de si mesmo e na percepção do seu poder pessoal.

A leitura interpretativa do Tarô Egípcio aponta possibilidades, tendências e opções de caminhos para que o consulente possa, a partir de seu livre-arbítrio, sintonizar-se com o Universo influindo ele mesmo de modo mais positivo sobre as próprias ações e decisões, redefinindo assim os rumos de sua vida, reconstruindo sua caminhando, co-criando o seu próprio destino, lado a lado com o Criador.

Um aconselhamento terapêutico com suporte do tarô egípcio é, de fato, uma rota para uma revelação interior, uma viagem ao fundo de seu inconsciente, um farol que lança luz nos pontos escuros da alma e que permite que o cliente ponha, ele mesmo, as suas próprias cartas na mesa aprendendo a fazer suas próprias escolhas no Grande Jogo da vida.

Saiba mais e venha fazer sua experiência, clique aqui!

ou

LIGUE PARA 11-9.9975-4024 e marque sua consulta!

Frases de Alma

alma

“Usamos os espelhos para ver o rosto e a arte para ver a alma.”
(George Bernard Shaw)

“Uma raça, cujo espírito não defende o seu solo e o seu idioma, entrega a alma ao estrangeiro, antes de ser por ele absorvida.”
(Rui Barbosa)

“Uma das vantegens das boas ações é elevar a alma e dispô-la à prática de outras, melhores.”
(Jean-Jacques Rousseau)

“Tudo vale a pena quando a alma não é pequena. ”
(Fernando Pessoa)

“Toda reflexão que leve o homem para fora do estreito círculo do seu egoísmo é saudável e boa para a alma, seja qual for o caminho pelo qual enverede essa reflexão. ”
(Joseph Ernest Renan)

“Talvez não seja a virtude outra coisa senão a urbanidade da alma.”
(Honoré de Balzac)

“Sem trabalho, toda vida apodrece. Mas, sob um trabalho sem alma a vida sufoca e morre.”
(Albert Camus)

“Sê descuidado no traje, se quiseres, mas conserva limpa a alma.”
(Mark Twain)

“Resiste a uma tentação e tua alma adoecerá de desejo pelo que lhe foi vedado. ”
(Oscar Wilde)

“Quando conhecer sua alma, pintarei seus olhos. ”
(Amedeo Modigliani)

“Privar um poeta de sua língua é roubar-lhe a metade da alma.”
(Joaquim Nabuco)

“Por mais que a alma lide, não rompe a sua solidão, e caminha com ela, como formiga num deserto perdido.”
(Gustave Flaubert)

“Pó és e pó voltarás a ser não foram palavras ditas à alma.”
(Henry Longfellow)

“Os erros devidos à bondade das almas são a coisa pior que há.”
(Karl von Clausewitz)

“Os anos enrugam a pele, mas renunciar ao entusiasmo faz enrugar a alma.”
(Albert Schweitzer)

“Orgulhosa altivez é dom de almas baixas.”
(Paolo Mantegazza)

“Orar não é pedir. Orar é a respiração da alma. Como o corpo que se lava não fica sujo, sem oração se torna impuro. ”
(Mahatma Gandhi)

“Odeio essas almas pulsilânimes que, por muito preverem consequências, nada ousam empreender. ”
(Moliere)

“Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. ”
(Friedrich Nietzsche)

“O silêncio é a comunhão de uma alma consciente consigo mesma.”
(Henry David Thoreau)

“O remorso é um aviso do céu, uma aviso de que existe consciência na alma do criminoso.”
(Emilio Castelar y Ripoll)

“O remorso é a indigestão da alma.”
(Pierre Veron)

“O que separa a alma do corpo não é a morte, é a vida.”
(Paul Valéry)

“O pensamento é como a alma, eterno – a ação, como o corpo, é mortal.”
(Gustave Flaubert)

“O lobo talvez mude a pele, mas nunca a alma.”
(Erasmo de Rotterdam)

“O gosto é a consciência literária da alma. ”
(Joseph Joubert)

“O gênio é como a águia: quanto mais se eleva menos visível se torna, e vê castigada a sua grandeza pela solidão em que se lhe encontra a alma.”
(Jean Racine)

“O gênio é como a águia: quanto mais se eleva menos visível se torna, e vê castigada a sua grandeza pela solidão em que se lhe encontra a alma”
(Jean Racine)

“O escravo é uma máquina sem alma. ”
(Aristóteles)

“O corpo atinge a perfeição aos 35 anos, a alma, aos 50.”
(Aristóteles)

“O coração é um traidor, quando se arreda dos deveres impostos à alma.”
(Camilo Castelo Branco)

“O amor é o perfume das almas.”
(Dom Hélder Câmara)

“Nem o Sol nem a Lua podem refletir-se claramente na água lamacenta. Assim a alma universal não pode realizar-se perfeitamente em nós, enquanto não afastarmos o véu da ilusão, isto é, enquanto perdura o sentimento do eu e do meu.”
(Ramakrishna)

“Nas grandes adversidades a alma nobre aprende a conhecer-se melhor.”
(Friedrich Schiller)

“Nas cinzas de uma correspondência de amor destruída há sempre pedacinhos de duas almas.”
(Theophile Gautier)

“Não liguemos o saber à alma. Incorporemo-lo a ela.”
(Michel de Montaigne)

“Não é possivel derramar mais água numa taça já cheia; assim também Deus não pode verter as suas graças numa alma cheia de distrações frivolidades.”
(Maximiliano Maria Kolbe)

“Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita. Tem o peso de uma lembrança. Tem o peso de uma saudade. Tem o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência. E a lágrima que não se chorou. Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros.”
(Clarice Lispector)

“Há uma enorme dificuldade em abrir os olhos das pessoas. Comovê-las e destroçar-lhes a alma, é fácil; difícil é fazer com que a luz lhes penetre o cérebro. Que lucro existe em lhes mudar os sentimentos, se continuam sendo idiotas?”
(John Ruskin)

“Há triunfos que só se obtém pelo preço da alma, mas a alma é mais preciosa que qualquer triunfo.”
(Rabindranath Tagore)

“É certamente prejudicial para as almas tornar uma heresia acreditar no que é provado.”
(Galileu Galilei)

“É bastante fácil fazer surgir sentimentos na alma das multidões, mas é dificílimo refreá-los. Desenvolvendo-se, convertem-se em forças que não é possível dominar.”
(Gustave Le Bon)

“Dois homens nunca se penetram até a alma, até o fundo dos pensamentos; caminham um ao lado do outro, às vezes abraçados, mas nunca unidos, e a pessoa moral de cada um de nós fica eternamente sozinha por toda a vida.”
(Guy de Maupassant)

“Deus não se revela onde há vergonha, ódio ou temor. Estes três sentimentos e o orgulho de casta são as malhas que prendem a alma.”
(Ramakrishna)

“Desfruta de verdadeiro lazer quem tem tempo para melhorar o estado de sua alma.”
(Henry David Thoreau)

“Com a corrupção morre o corpo, com a impiedade morre a alma.”
(Santo Agostinho)

“Bom crítico é aquele que narra as aventuras de sua alma entre obras-primas. ”
(Anatole France)

“Blasfemando, evolou-se a alma desdenhosa, que no mundo fora sempre tão altiva e orgulhosa.”
(Ludovico Ariosto)

“As paixões são as portas da alma.”
(Baltasar Gracian)

“As lágrimas são o sangue da alma.”
(Santo Agostinho)

“As bebedeiras são às vezes os purgantes da alma. ”
(Camilo Castelo Branco)

“A virtude das grandes almas é a justiça.”
(August Graf von Platen-Hallermund)

“A noite do remorso anda espreitando a vida pela porta da alma.”
(Abílio Manuel de Guerra Junqueiro)

“A mulher deve ser meiga, companheira do marido, tanto na alegria como na tristeza. O homem deve ser amigo da mulher e, no seu amor, deve respeitar sua alma e seu corpo como sagrados que são. ”
(Mahatma Gandhi)

“A meditação profunda acentua a natureza real do objeto a respeito do qual meditamos, e faz com que ela penetre na alma daquele que medita.”
(Ramakrishna)

“A maior perfeição da alma é ser capaz de prazer.”
(Luc de Clapiers)

“A ilusão eterna, ou que renasce amiúde na alma humana, está bem perto de ser realidade.”
(André Maurois)

“A fidelidade é o esforço de uma alma nobre para igualar-se a outra maior que ela.”
(Johan Wolfgang Von Goethe)

“A educação é para a alma o que é a escultura para o bloco de mármore.”
(Joseph Addison)

“A competição é a paixão das almas nobres; a inveja, o suplício das almas vis.”
(Jean-François Marmontel)

“A alma sensível é como harpa que ressoa com um simples sopro.”
(Beethoven)

“A alma humana avança constantemente, mas em linha espiral.”
(Johan Wolfgang Von Goethe)

“A alma é o maior milagre do mundo.”
(Dante Alighieri)

“A alma com medo da morte nunca aprende a viver.”
(Thereza Winter)

“A alma casta respira ar puro até nos lugares mais corrompidos.”
(Joseph Joubert)

“Nas almas medíocres e superficiais atua sobretudo a realidade transitória das linhas e dos sons, das formas e das cores. As naturezas elevadas, ao contrário, são sempre objetivas e metafísicas.”
(Abílio Manuel de Guerra Junqueiro)

“Quando a alma, ao termo de mil hesitações e desenganos, cravou as raízes para sempre num ideal de amor e de verdade, podem calcá-la e torturá-la, podem-na ferir e ensanguentar, que quanto mais a calcam, mais ela penetra no seio ardente que deseja.”
(Abílio Manuel de Guerra Junqueiro)

“Na alma da maioria dos homens grunhe ainda, baixo e voraz, o focinho do porco.”
(Abílio Manuel de Guerra Junqueiro)