Curso ALQUIMIA DA ALMA


alquimia

Curso livre

ALQUIMIA DA ALMA

NÍVEL I

INÍCIO:  Consulte!

.

Carga Horária:

90 HORAS  ( 30 segundas-feiras )

SÃO PAULO

 

Instrutor

PROF. KAMAL NAHAS e equipe

Curriculum do Instrutor

Com formação e desenvolvimento nas áreas de projeciologia, controle mental, o Prof. KAMAL é Coach, Psicanalista, Hipnólogo Clínico, Mestre em Ciências Herméticas e Pesquisador em Bioenergética, Terapeuta Holístico, Terapeuta de Regressão de Memória e de Vidas Passadas, Cromoterapeuta, Terapeuta de Florais, Radiestesista, Reiki Master, Karuna Master, Tera Mai Master, Seichim-Sekhem-Ssr Master e Magnified Healing, Orientador Metafísico, Bioenergético e de Proteção Psíquica, sendo Diretor da Clínica Transpessoal na cidade de São Paulo. Atua também com runas, numerologia, kabalah, eneagrama, tarô egípcio, tudo voltado para o auto-conhecimento.

 

Objetivo

Para o momento atual em que vive nossa humanidade,  é fundamental que as pessoas possam iluminar seu caminho evolutivo e que se mantenham em Harmonia, Serenidade, Paz e Amor. Portanto é necessário trilhar o caminho do meio, como preconizava Gurdjief. E para isso é fundamental o auto-conhecimento, conhecer suas energias, seus dons, sua vocação, seus talentos, seus limites, seus desafios, sua missão de vida, a origem dos seus conflitos e muito mais.

ESTE CURSO NÃO TEM CONOTAÇÃO RELIGIOSA!

 Destinado à

Empresários, Microempresários, Executivos, Administradores, Gerentes, Profissionais liberais, Terapeutas, Psicólogos, Psicanalistas e demais pessoas que pretendem se iniciar no mundo do inconsciente e transcender a si próprio, conseguindo com isto ter um domínio na sua vida e alcançar patamares superiores de Sucesso e Felicidade.

Programa a ser desenvolvido

Noções de energia, Noções de dimensões, o que é inconsciente, consciente, Ego, realidades mental, emocional e físico, a Mecânicidade dos Processos da vida, o Sistema , a Criatividade, o triângulo da existência, as energias da personalidade, os Temperamentos, o Caráter, a Manifestação de tudo, as 22 leis do universo, as 12 leis dos processos, as 7 leis dos sistemas e as 3 leis da criação, a Sincronicidade da vida, a Subjetividade e as emoções, a Somatização das doenças.

.

Material de apoio

Apostila, certificado, iniciação

Investimento

Consulte!

Forma de Pagamento

Consulte!

.

Informações e Inscrições

11-9.9975-4024

kamal@globo.com

 

ESCOLA TRANSPESSOAL

PROF. KAMAL NAHAS

PSICANÁLISE, HIPNOSE, REGRESSÃO, METAFÍSICA E BIOENERGIA

Vila Mariana – São Paulo-SP

www.kamal.com.br

CRIATIVIDADE

.criatividade-22.

.

Criatividade

Existem várias definições diferentes para criatividade.

Para Ghiselin (1952), “é o processo de mudança, de desenvolvimento, de evolução na organização da vida subjetiva”.

Segundo Flieger (1978), “manipulamos símbolos ou objetos externos para produzir um evento incomum para nós ou para nosso meio”.

Outras definições:

•             “o termo pensamento criativo tem duas características fundamentais, a saber: é autônomo e é dirigido para a produção de uma nova forma” (Suchman, 1981)

•             “criatividade é o processo que resulta em um produto novo, que é aceito como útil, e/ou satisfatório por um número significativo de pessoas em algum ponto no tempo” (Stein, 1974)

•             “criatividade representa a emergência de algo único e original” (Anderson, 1965)

•             “criatividade é o processo de tornar-se sensível a problemas, deficiências, lacunas no conhecimento, desarmonia; identificar a dificuldade, buscar soluções, formulando hipóteses a respeito das deficiências; testar e retestar estas hipóteses; e, finalmente, comunicar os resultados” (Torrance, 1965)

•             “um produto ou resposta serão julgados como criativos na extensão em que a) são novos e apropriados, úteis ou de valor para uma tarefa e b) a tarefa é heurística e não algorística” (Amabile, 1983)

Todo ser humano possui criatividade em diferentes habilidades. Acredita-se que a habilidade criativa das pessoas esteja de certa forma ligadas a seus talentos.

.

Potencial criativo

Acredita-se que o potencial criativo humano tenha início na infância. Quando as crianças têm suas iniciativas criativas elogiadas e incentivadas pelos pais, tendem a ser adultos ousados, propensos a agir de forma inovadora. O inverso também parece ser verdadeiro.

Quando as pessoas sabem que suas ações serão valorizadas, parecem tender a criar mais. O medo do novo, o apego aos paradigmas são formas de consolidar o status quo. Quando sentem que não estão sob ameaça (de perder o emprego ou de cair no ridículo, por exemplo), as pessoas perdem o medo de inovar e revelam suas habilidades criativas.

Algumas pessoas acreditam que ver a criatividade como habilidade passível de desenvolvimento é um grande passo para o desenvolvimento humano, enquanto outras têm a visão de que a criatividade é uma habilidade inata, ligada a fatores genético/hereditários e, portanto, determinista.

Certas pessoas também admitem que a criatividade não tem necessariamente ligação com o quociente de inteligência (QI), que ela tem mais afinidade com motivação do que com inteligência. Outras pessoas, por outro lado, confirmam uma forte correlação entre QI e potencial criativo, especialmente para QIs abaixo de 120 e com uma correlação positiva leve acima de QI 120.

.

Processo criativo

Durante o processo criativo, freqüentemente distinguem-se os seguintes estágios:

•             Percepção do problema. É o primeiro passo no processo criativo e envolve o “sentir” do problema ou desafio.

•             Teorização do problema. Depois da observação do problema, o próximo passo é convertê-lo em um modelo teórico ou mental.

•             Considerar/ver a solução. Este passo caracteriza-se geralmente pelo súbito insight da solução; é o impacto do tipo “eureka!”. Muitos destes momentos surgem após o estudo exaustivo do problema.

•             Produzir a solução. A última fase é converter a idéia mental em idéia prática. É considerada a parte mais difícil, no estilo “1% de inspiração e 99% de transpiração”.

•             Produzir a solução em equipe. Fase comum que ocorre nas empresas e organizações quando precisam, tanto diagnosticar ou superar um problema quanto otimizar ou inovar produtos, serviços e processos. Ancoram-se, para tal dinâmica, no conhecido sistema do brainstorming.

.

 

Forma de expressão

•             Arte e cultura. O mundo da arte e da cultura é preeminentemente um mundo da criatividade, porque o artista não está diretamente ligado às convenções, dogmas e instituições da sociedade. O artista tem uma expressão criativa que é resultado direto de sua liberdade.

•             Pesquisa e desenvolvimento. Para produtos resultantes de atividades de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, o critério criativo é a patente deste produto. São geralmente três os pré-requisitos de uma patente: a) novidade; b) inventividade e c) aplicação prática.

•             Humor (comédia)

.

Medição

Foram propostas várias tentativas de desenvolver um quociente de criatividade de uma forma análoga ao quociente de inteligência. Porém, a maior parte dos critérios de medição da criatividade depende do julgamento pessoal do examinador e por isso é difícil estabelecer um padrão de medição.

.

Criatividade em equipe: um produto

Criatividade é arma de combate na conquista da sobrevivência dos seres vivos.

Na escala animal da natureza, as conquistas ocorrem através de ajustes e aprimoramentos a cada espécie viva, de acordo com os princípios da seleção natural descobertos por Darwin.

Na escala humana, as conquistas ocorrem dentro da História, não apenas sócio-econômica, mas, sobretudo, industrial e tecnológica com seu processo fantasioso e delirante de avanço.

O homem, através de sua criatividade, aperfeiçoa, melhora e inova os fundamentos de sua sobrevivência: da alimentação natural aos produtos transgênicos, da tanga à moda do vestuário, das infusões chamânicas à medicina moderna, da oca à casa decorada e eletrônica. No lazer, nos transportes ou na educação, a vida humana é um exercício contínuo de criatividade, pulsão viva em sua História.

O exercício da criatividade dentro da História impele a todos, por competitividade, a incrementar seu potencial criativo, adquirindo consciência deste fenômeno e adquirindo novas ferramentas de criatividade que o impulsionem, discutidas na obra “Criatividade em Equipe”.

Capítulos teorizam sobre este ferramental, – carpintaria da “criatividade em equipe” – em linha com o brainstorming -, a partir de ambiências onde tal exercício é essencial: da empresa com suas disputas de poder e busca de crescimento, às escolas de samba, cuja diversão e jogo liberam pulsão criativa à construção de um espetáculo único e inigualável, ópera de um dia só.

Identificando a própria criatividade como um produto em si, proposta inovadora, agrega-lhe leis de mercado que, por regerem relações de produção, facilitam o entendimento da “criatividade em equipe” e a gestão de suas técnicas.

Ancorando-a em leis de mercado, uma dialética da produção, desmistifica sua aura de genialidade ou de difícil acesso às pessoas comuns, instalando-a no dia-a-dia da empresa, da escola, ou de qualquer ambiente empreendedor, integrado por pessoas voltadas à otimização de produtos, serviços e processos, num modelo de gestão conduzido pela “criatividade em equipe”, sua pedra angular.

Gerir e participar do processo de “criatividade em equipe” é a proposta do Autor*, com ampla e frutuosa experiência no dia-a-dia empresarial, – onde atua – na busca da otimização de produtos, serviços e processos, bem como na humanização do trabalho, inda que sujeito à competitividade natural da espécie humana, que assim se aprimora e se recria continuamente em sua História, espaço-tempo próprio em contínua expansão, expansão justamente desta criatividade, projeto humano por excelência para aprimorar o mundo em que vivemos.

(*Extraído do Prefácio de “Criatividade em Equipe e suas leis de marketing” – Vídeo-texto de Paulo Guilherme Hostin Sämy)

.

Como ampliar o potencial criativo

É plenamente possível fazer com que uma pessoa se torne mais criativa. Os principais resultados criativos não advêm de exercícios mentais que prometem aumentar o potencial de criação dos indivíduos de forma isolada, a exemplo de exercícios mentais com CDs ou fórmulas mirabolantes que apregoam sete ou oito lições para aprimorar a criatividade.

A criatividade humana se revela a partir de associações e combinações inovadoras de planos, modelos, sentimentos, experiências e fatos. O que realmente funciona é propiciar oportunidades e incentivar os indivíduos a buscar novas experiências, testar hipóteses e, principalmente, a estabelecer novas formas de diálogos, sobretudo, com pessoas de outras formações, tipos de experiências e cultura. Alguns indivíduos altamente criativos já apresentam naturalmente esse padrão de comportamento curioso, investigativo, voltado à experimentação, à inovação e à busca persistente de pequenas e grandes nuances, seja em suas áreas de interesse ou em terrenos nem tão familiares, envolvendo outras culturas, tecnologias, idiomas, etc. São pessoas que intuitivamente fazem o melhor exercício possível para o cérebro ao investir, de maneira consistente, no aprendizado e no estímulo a diferentes capacidades cognitivas e sensoriais.

Em suma, embora seja impossível modificar algumas características essenciais das pessoas, podemos incentivar comportamentos, estilo de vida e formas de interação com o mundo que permitam o desenvolvimento de novos padrões cognitivos e facultem aos indivíduos oportunidades de geração de insights criativos. O mais importante, no entanto, está no fato de que, no contexto organizacional, o que vale mesmo é a capacidade criativa coletiva.

.

A Alma, a Mente criativa e a Criatividade

A criatividade é produzida pela mente criativa. Ela produz a criatividade segundo o que ela recebe da alma do individuo,  para produzir coisa boas e coisas não tão boas.

Depende da motivação que a alma produz. Esta energia da alma é que determina o quanto esta pessoa vai ser feliz, se vai ter sucesso na vida, se vai realizar eventos que lhe traz a sobrevivência desta existência, se vai ter energia criativa para  o impulso de vida ou de morte,  se vai criar doenças para seu corpo ou seja, somatizar as energias mal qualificadas que a alma envia à mente criativa.

Por isso que a alma precisa estar sempre motivada para realizar as melhores coisas na vida do ser. E como fazer se não há a motivação adequada?

.

.

A Motivação como estimuladora da criatividade

É uma força interior que se modifica a cada momento durante toda a vida, onde direciona e intensifica os objetivos de um indivíduo. Dessa forma, quando dizemos que a motivação é algo interior, ou seja, que está dentro de cada particular erramos em dizer que alguém nos motiva ou desmotiva, pois ninguém é capaz de fazê-lo.

A motivação é uma energia gerada pela nossa alma. Ela é que faz com que tenhamos energia para utilizar a nossa mente para criar pensamentos, idéias, sonhos, palavras (verbo), ações, atitudes, comportamentos, fazer algo, realizar em nossa vida.

Tudo isto, e principalmente em realizar algo que foi motivado pela nossa alma ou desejado por ela cria uma satisfação, e alimenta novamente nossa alma.

Porém podemos concordar que o interior é diariamente influenciado pelo meio externo, isso inclui pessoas e coisas. Podemos nos sentir influenciados pelo entusiasmo de alguém que nos motiva a fazer algo. Já em determinadas situações e dependendo do temperamento da pessoa, ou mesmo da sua personalidade geral, pode-se oferecer certa independência ao meio externo.

Ou seja, sua força interior de motivação é alta e “não precisa” de ajuda ou baixa e “precisa de apoio”.

É isto que deve ocorrer normalmente, e se não está acontecendo, procure imediatamente uma terapia que possa te auxiliar neste teu auto-conhecimento e vai em busca da tua felicidade, que é alcançada quando tua alma fica cada vez mais motivada para a vida. Afinal de contas isto é o impulso da vida, do prazer!

O nível de motivação é influenciado por diversos fatores como a personalidade, percepções individuais do meio ambiente, interações humanas e emoções.

Descubra o que tua alma almeja, qual a missão da tua vida, o que você gosta de fazer, sentir, realizar. Quais são os designos da tua alma. Qual foi é a programação de tua vida e qual é a tua missão? Você foi amada o bastante pelos seus pais? Você se ama mesmo? Você está se abandonando? Se rejeitando? Rejeitando as coisas boas da sua vida?

Tudo isto e muito mais só com terapia, utilizando ferramentas como psicanálise, regressão de memórias e de vidas passadas, hipnose, psicotranse, apometria, PNL, e outras ferramentas que você encontrará na Clínica Transpessoal com o Prof. Kamal Nahas.

 

MOTIVAÇÃO

.

.

motivacao.

.

Motivação

É uma força interior que se modifica a cada momento durante toda a vida, onde direciona e intensifica os objetivos de um indivíduo. Dessa forma, quando dizemos que a motivação é algo interior, ou seja, que está dentro de cada particular erramos em dizer que alguém nos motiva ou desmotiva, pois ninguém é capaz de fazê-lo.

A motivação é uma energia gerada pela nossa alma. Ela é que faz com que tenhamos energia para utilizar a nossa mente para criar pensamentos, idéias, sonhos, palavras (verbo), ações, atitudes, comportamentos, fazer algo, realizar em nossa vida.

Tudo isto, e principalmente em realizar algo que foi motivado pela nossa alma ou desejado por ela cria uma satisfação, e alimenta novamente nossa alma.

Porém podemos concordar que o interior é diariamente influenciado pelo meio externo, isso inclui pessoas e coisas. Podemos nos sentir influenciados pelo entusiasmo de alguém que nos motiva a fazer algo. Já em determinadas situações e dependendo do temperamento da pessoa, ou mesmo da sua personalidade geral, pode-se oferecer certa independência ao meio externo.

Ou seja, sua força interior de motivação é alta e “não precisa” de ajuda ou baixa e “precisa de apoio”.

É isto que deve ocorrer normalmente, e se não está acontecendo, procure imediatamente uma terapia que possa te auxiliar neste teu auto-conhecimento e vai em busca da tua felicidade, que é alcançada quando tua alma fica cada vez mais motivada para a vida. Afinal de contas isto é o impulso da vida, do prazer!

O nível de motivação é influenciado por diversos fatores como a personalidade, percepções individuais do meio ambiente, interações humanas e emoções.

Descubra o que tua alma almeja, qual a missão da tua vida, o que você gosta de fazer, sentir, realizar. Quais são os designos da tua alma. Qual foi é a programação de tua vida e qual é a tua missão? Você foi amada o bastante pelos seus pais? Você se ama mesmo? Você está se abandonando? Se rejeitando? Rejeitando as coisas boas da sua vida?

Tudo isto e muito mais só com terapia, utilizando ferramentas como psicanálise, regressão de memórias e de vidas passadas, hipnose, psicotranse, apometria, PNL, e outras ferramentas que você encontrará na Clínica Transpessoal com o Prof. Kamal Nahas.

.

.Motivation 2

Entre em contato e marque já sua consulta! CLIQUE AQUI

ou

LIGUE PARA 11-9975-4024 e marque sua consulta!

KABALAH OU CABALA

O QUE É KABALAH?

kabalah

.

.

É um conjunto de ensinamentos que explicam os segredos da formação do universo. Compõe a parte mística da Torá, o livro sagrado do Judaísmo e foi transmitida oralmente desde o início dos tempos.

Um dos primeiros textos sagrados sobre o assunto foi o Sêfer Raziel, entregue por um anjo a Adão, o homem primordial.

Originada do hebraico le Kabel, a palavra “cabalá” significa recebimento, por ser um conhecimento que a humanidade recebeu de Deus.

Os textos da Bíblia judaica, portanto, trazem mensagens ocultas, decifráveis apenas por meio do estudo da Cabala.
Os cabalistas acreditam que o mundo é formado pela combinação das letras hebraicas, que funcionam como um código genético.

“As 22 letras do alfabeto hebraico são a representação gráfica das 22 energias primárias que, combinadas, originaram o mundo”.

Os cabalistas são capazes de modificar o curso natural dos acontecimentos ao manipular as letras hebraicas.

No caso de um doente, por exemplo, a cura é possível através da visualização de uma seqüência de letras.

“Mas nada é mágico e nem acontece de uma hora para outra. A pessoa deve mudar sua conduta, estudar e entender a Cabala. É como adotar um novo sistema de vida”.
No Talmude, livro que ajuda a interpretar trechos da Torá, há narrações do poder das letras cabalísticas.

“Os textos bíblicos contam que Jacó, o terceiro patriarca do povo judeu, pediu ao sogro algumas cabeças de gado. O velho respondeu que só lhe daria os bezerros que nascessem com determinadas características físicas.

Jacó, então, ordenou as letras sagradas em um pedaço de madeira e as colocou onde o gado bebia água.

Os bezerros nasceram como o sogro havia descrito”.

Hoje, os cientistas fazem o mesmo com a ajuda da engenharia genética.
Apenas poucos estudiosos conseguem praticar os profundos ensinamentos da Cabala.

“A teoria fala sobre a criação do universo, a vida após a morte e a evolução espiritual.

A prática, que ensina a modificar a estrutura e o rumo das coisas, é algo para pouquíssimos no mundo”, diz o rabino ortodoxo Yakof Gerenstadt, de São Paulo.

Conta a tradição que, quando o Talmude foi escrito, quatro sábios começaram a estudar a Cabala prática, mas apenas um deles se tornou cabalista. “Essa tarefa não é para qualquer um. Exige uma elevação espiritual muito grande, difícil de alcançar”, afirma Yakof.
Os cabalistas usam a chamada árvore da vida, um desenho das conexões das energias que existem no universo, para representar graficamente a realidade. Cada tronco dessa árvore indica uma sefirot, um aspecto da manifestação de Deus nos seres humanos e no mundo – como a sabedoria, o entendimento e o amor.

“Um eletrodoméstico explodiria se o ligássemos em uma hidrelétrica. Por isso, usamos as tomadas”, afirma Cristina Tehilá. “As dez sefirot da árvore da vida são as tomadas da energia do universo. Para refinar o espírito, devemos nos aprimorar em cada uma delas.”

.

.

KABALAH: A Árvore da Vida

Por Nadaw Crivelli e Rosane Queiroz

Tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Afinal, o que é cabala? Primeiro é importante saber o que não é. Não é uma espécie de numerologia que ajuda a ganhar na loteria. Não deve ser confundida com algum ritual mágico para invocar espíritos nem corresponde à última novidade entre tantas que surgem no imenso mercado místico. “A cabala é um código pra decifrar as leis espirituais que regem o Universo e comandam nosso destino”, diz a astróloga cabalista Graziella Marraccini, de São Paulo.

De origem Judaica, a cabala se baseia no “Zohar”, um livro de 2 mil anos, também conhecido como “Livro da Revelação”. Durante séculos, esta sabedoria foi transmitida apenas aos rabinos e a poucos eleitos.

Hoje é ensinada livremente e tem adeptos como Madonna e Mick Jagger. A palavra cabala, em hebraico significa “receber”, e representa um conhecimento revelado por Deus – os estudiosos acreditam que, quando Moisés desceu do Monte Sinai com as Tábuas da Lei, na verdade, teria trazido a cabala.

Ali, estaria impresso o plano da criação do mundo, uma espécie de DNA do Universo, que se baseia nas 22 letras do alfabeto hebraico e na Árvore da Vida – aquela, também chamada de Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal, proibida para Adão e Eva no paraíso.

O MAPA DA SABEDORIA

A Árvore da Vida é uma estrutura composta por dez esferas, ligadas por 22 caminhos, que correspondem às letras do alfabeto hebraico, cada uma com um significado que ativa determinada vibração. O conjunto dessas dez esferas se chama sefiroth (é o nome no plural; no singular, é sefirah) e simboliza os frutos da arvora da Vida.

Cada sefirah representa um talento ou uma característica que a pessoa tem, mas nem sempre desenvolve ou utiliza corretamente. Durante a vida, as pessoas atravessam várias vezes os dez sefiroth – um a cada ano. “O estudo e a prática da cabala nos ajudam a entender em qual ponto estamos e quais obstáculos precisamos superar para evoluir espiritualmente”, diz Graziella.

Um dos principais fundamentos da cabala é a crença na reencarnação e na lei de causa e efeito: isso significa que, se uma pessoa tem atitudes que geram conseqüências negativas, seu desenvolvimento espiritual é prejudicado.

Quando ela morre e reencarna, retorna as dificuldades no ponto em que as deixou. A Árvore da Vida funciona como uma bússola na jornada evolutiva da  alma, e também ´pode ser utilizada em qualquer processo criativo.

“Para dar vida a um projeto, temos de fazer o caminho da Árvore, de 1 a 10, compreendendo a natureza de cada energia envolvida no processo, para conseguir superar as dificuldades”, diz a astróloga.

DE CORPO E ALMA

Quando a vida de uma pessoa “não anda” em algum aspecto, ou quando um projeto não vai para frente, é sinal de que alguma etapa da cabala está mal resolvida.

Nesse caso, é necessário fazer uma análise de todo o processo. Identificado o problema, a pessoa pode ativar a vibração de determinada sefirath, meditando sobre os símbolos e os 22 caminhos da Arvore da Vida, que  também correspondem aos 22 arcanos maiores do tarô.

A Árvore da Vida representa ainda os pontos do corpo humano e deve ser vista como se a pessoa estivesse de frente para o espelho: A coroa, no alto, corresponde ao hemisfério cerebral direito; no meio da coluna da esquerda, fica a esfera ligada ao braço esquerdo, e assim por diante.

Esses pontos estão ligados aos chacras – centros de energia -, que têm funções diferentes, de acordo com sua localização. É fundamental tomar consciência da função de cada sefirah e desenvolvê-la. Com base nos dez sefiroth também é possível definir dez categorias de pessoas, com qualidades e defeitos.

A proposta da Árvore da Vida é que o ser humano vivencie cada uma delas, ao longo de sua existência.

AS TRÊS PORTAS DE ACESSO

Para saber em qual ponto da cabala você está, some os números de sua idade (por ex.: 35 = 3 + 5 = 8). O resultado é o número da sefirah que corresponde à etapa e à categoria de pessoas da qual você faz parte este ano. Se o número for. 1 ou 10, leia os dois porque um leva ao outro (1 +0 = 1). O 10 é o fim do ciclo, que recomeça no 1.

A segunda maneira é pelo número que aparece com freqüência em sua vida, ou em datas importantes. Se necessário reduza os algarismos a um número de 1 a 10

O terceiro modo de ler é relacionando alguma do seu corpo que se manifesta de maneira insistente, através de dor ou doença, a sefirah correspondente.

.cabala01

.

.

Árvore da Vida com Da´at

Fonte: Cabala o Caminho da Sabedoria – Elizabth Clare Prophet – Ed. Nova Era

NOME SEFIRAH

SIGNIFICADO

DESCRIÇÃO

CATEGORIA

QUALIDADES

DEFEITOS

1

KETER

A Coroa

A coroa indica que este é um ano de iniciativas, de buscar novos desafios e começar projetos. Simboliza a transcendência, o desejo de evoluir, e traz a sensação de que há alguém ou alguma situação convidando-o a crescer Príncipes: São pessoas conselheiras, idealistas, que elaboram projetos ousados, confiantes na possibilidade de melhorar de vida. Geralmente desenvolvem atividades de consultoria e não temem grandes responsabilidades. Força de vontade, otimismo, confiança no lado bom da vida e do ser humano, capacidade de encontrar prazer nas coisas simples. Orgulho, pouco senso prático, tendência a sonhar demais e a se distanciar da realidade.

NOME

SEFIRAH

SIGNIFICADO

DESCRIÇÃO

CATEGORIA

QUALIDADES

DEFEITOS

2

HOKMAH

A Sabedoria

Esta sefirah sinaliza um ciclo em que a pessoa precisa se desligar do lado racional e ouvir o coração, para se conectar com seu destino. Ligada à intuição, representa os insights, que surgem nos momentos em que o silêncio diz mais do que as palavras, revelando a essência das experiências da vida. Sábios: São pessoas profundas, reflexivas, silenciosas. Não temem os paradoxos da existência e sentem que a luz e a escuridão são pólos indispensáveis na trajetória evolutiva Intuição, capacidade de concentração, talento para ensinar, preferência pelos valores essenciais. Frieza, desejo de isolamento, dificuldade de comunicação

NOME SEFIRAH

SIGNIFICADO

DESCRIÇÃO

CATEGORIA

QUALIDADES

DEFEITOS

3

BINAH

A Compreensão

A compreensão implica dar forma e texto às idéias e lampejos intuitivos vividos nas etapas 1 e 2. O plano está cristalizado. É o momento de colocar as idéias no papel e encontrar o caminho para a realização. Para isso, esta sefirah diz que é preciso unir coração e mente. Inteligentes: São pessos que  se guiam pela mente: escritores, cientistas, pesquisadores e intelectuais. Facilidade de comunicação e de adaptação a ambientes diferentes, produtividade: calor nos sentimentos. Tendência ao ateísmo, confiança somente nas capacidades intelectuais, complexo de superioridade.

NOME

SEFIRAH

SIGNIFICADO

DESCRIÇÃO

CATEGORIA

QUALIDADES

DEFEITOS

4

HESED

A Compaixão

A compaixão é o desejo de se dar sem limites ou segundas intenções. Sinaliza um ano de expansão social, em que você vai compartilhar projetos e encontrar seu lugar na sociedade. O número 4 ligado a esta sefirah, representa a estabilidade. É como se, na esfera anterior, você estivesse sentada em um banquinho de três pernas e agora pudesse se acomodar em uma cadeira, segura, com quatro pernas firmes. Generosos. São aqueles que se dedicam a ações humanitárias. Quando gostam de uma pessoa se esforçam para ajudá-la, mesmo que recebam em troca multo menos, Generosidade, altruísmo, profunda capacidade de amar a ponto de ser até maternal. Tendência a se deixar influenciar e sufocar pelos problemas dos outros, ingenuidade, fraqueza nas relações de trabalho com superiores.

NOME

SEFIRAH

SIGNIFICADO

DESCRIÇÃO

CATEGORIA

QUALIDADES

DEFEITOS

5

GEBURAH

A Força

Prepare-se para um ano de luta: é um momento de arregaçar as mangas e partir da teoria para a prática. Você vai defender o que já conseguiu ou partir para a conquista de um novo território. A sefirah da força indica que é preciso dizer “chega” e afastar qualquer  ameaça aos seus objetivos. Para isso, terá de dominar emoções negativas como raiva, medo, tristeza, e reforçar a coragem. Fortes: É a categoria dos atletas ou dos que assumem grande volume de trabalho. Pessoas que sabem se defender e dizer “não” com bom senso. Não se, misturam a qualquer um e têm iniciativa Determinação, capacidade de Improvisação, espírito empreendedor. Agressividade, egoísmo, ciúme, tendência ao Isolamento.

NOME SEFIRAH

SIGNIFICADO

DESCRIÇÃO

CATEGORIA

QUALIDADES

DEFEITOS

6

TIPHERET

A Beleza

A beleza é a vivência do amor universal, que traz o equilíbrio e a serenidade da alma. É um ano para entrar em contato com o lado belo da vida. Um momento mágico, de muita criatividade, em que você vai se desligar do “eu” para pensar no todo, e ampliar suas relações de amizade. Guias: Esta é a categoria das pessoas equilibradas que ensinam dando o exemplo. É o caso dos artistas que desenvolvem seus talentos pelo amor à arte e não apenas para ganhar dinheiro. São pessoas de coração aberto, capazes de se comunicar, sem se envolver exageradamente. Sabem amar, respeitando os próprios limites, e sabem criticar na hora certa, sem exagerar. Forte senso estético, alegria contagiante, espontaneidade, sociabilidade, vocação para o magistério. Vaidade, leviandade, ausência de ética, egoísmo.

NOME SEFIRAH

SIGNIFICADO

DESCRIÇÃO

CATEGORIA

QUALIDADES

DEFEITOS

7

NETZAH

O triunfo

O triunfo se manifesta quando nos mantemos inabaláveis diante das dificuldades. Sinaliza um período de realizações, seja no amor ou no trabalho, depois de superar uma série de obstáculos. É como se você tivesse plantado e regado uma flor durante um bom tempo e agora ela florescesse. No caso de um projeto, seria o momento em que ele está pronto para decolar. Profetas: São pessoas Intuitivas, que conseguem visualizar o próprio futuro e o dos outros. Têm facilidade de de Interpretar os acontecimentos, sem se deixar influenciar pela maioria, e se dedicam ao trabalho com constância e perseverança. Determinação, resistência, paciência, prudência. Conservadorismo, falta de flexibilidade, apego ao passado.

NOME SEFIRAH

SIGNIFICADO

DESCRIÇÃO

CATEGORIA

QUALIDADES

DEFEITOS

8

HOD

A renovação

A renovação indica uma fase de compartilhar desejos, em busca de parcerias para viabilizá-los. Favorece as atividades ligadas à comunicação, como escrever e fazer contatos. Mas também é nesse ponto que muita gente desiste afinal, a renovação implica tomar iniciativas para fazer acontecer o que planejou até aqui. Aprendizes. São pessoas curiosas, que gostam de buscar e a compartilhar conhecimento. Gente que está sempre interagindo com as outras pessoas, expressando opiniões e aperfeiçoando a comunicação. Dinamismo, facilidade de trabalhar em grupo, tino comercial, espírito livre, sociabilidade, rapidez na tomada de decisões. Dispersão, confusão mental, excesso de autoconfiança, impaciência, instabilidade emocional, dificuldade em aceitar perdas.

NOME

SEFIRAH

SIGNIFICADO

DESCRIÇÃO

CATEGORIA

QUALIDADES

DEFEITOS

9

YESOD

O Fundamento

Justos: São pessoas generosas, com forte senso de justiça e instinto maternal. Em geral, estão no final da gestação de uma idéia, de uma obra, ou mesmo de um filho – não é a toa que a gravidez dura 9 meses. Sinceridade, talento para aconselhar, simpatia, honestidade, forte ligação com o inconsciente. Traumas psicológicos, confusão mental, tendência a vícios, envelhecimento precoce.

NOME SEFIRAH

SIGNIFICADO

DESCRIÇÃO

CATEGORIA

QUALIDADES

DEFEITOS

10

MALKUT

O Reino

O reino indica um ano de vitórias – a jornada chegou ao fim, é o momento de usufruir tudo o que você lutou para construir. O sentimento de missão cumprida traz maior controle sobre a própria vida. Ao mesmo tempo, provoca a sensação de esvaziamento, de fim de ciclo, o que leva a refletir sobre novas iniciativas. Rainhas: São as pessoas que alcançaram uma posição de comando e de responsabilidade – grande ou pequena. Sabem reconhecer a importância da matéria sem ser materialista, e usar poder e dinheiro com bom senso. Carisma, nobreza, senso de organização, força, espírito de liderança. Ambição exagerada, tirania, tendência ao despotismo, frieza, depressão, sensação de solidão

.

.

.cabala02.

.

.

.

Adão Kadmon (literalmente “Homem Primordial”) é o arquétipo divino andrógino, a imagem primordial e semelhança de Deus em que fomos feitos. Alguns cabalistas ensinam que quando as sefirot emanaram de Ein Sof, elas tomaram primeiro a forma de Adão Kadmon

Fonte: Cabala o Caminho da Sabedoria – Elizabth Clare Prophet – Ed. Nova Era

.

.

.cabala03.

.

.

Os três Pilares

Fonte: Cabala o Caminho da Sabedoria – Elizabth Clare Prophet – Ed. Nova Era

PARA SABER MAIS:

“O caminho” (Ed Imago), de Michael Berg

“A Cabala Mística” (Ed. Pensamento), de Dion Fortune

Palestras abertas ou In company

Palestras

“Seja Dono de sua Vida!

com Prof. Kamal Nahas

.

.

Palestras In company

Caso sua empresa, organização ou instituição queira levar

alguma palestra do Prof. Kamal Nahas,

abordando temas como:

Psicanálise

Motivação

Criatividade

Realização material

Relações interpessoais

Regressão

Hipnose clínica

Coaching

Metafísica

Processos

Dimensões

Física quântica

Espiritualidade

e muitos outros…

Acesse e tenha mais informações clicando aqui!


A palestra pode ser customizada conforme suas necessidades!

Fale conosco!

Para maiores informações:

Mande um e-mail para kamal@globo.com

ou

ligue para o fone: 11-99975-4024